daf

Para associar-se

A Diretoria Administrativa e Financeira (DAF) tem várias atribuições na Comunhão. A ela estão subordinados os 45 funcionários que atuam nas áreas de segurança, limpeza, tecnologia da informação, secretaria e serviços gerais.

daf 3

Esses funcionários suprem funções que não podem ficar sob a responsabilidade de voluntários pelas suas características que requerem zelo diário e permanente.

É por meio da DAF que se faz a manutenção de todo o prédio, o que significa a realização de reparos nas instalações hidráulica, telefônica, elétrica e de pintura.

Outra função vital diz respeito à arrecadação de recursos financeiros para garantir o pleno funcionamento da Comunhão.

Essa tarefa financeira se desdobra na atividade de controle, planejamento e prestação de contas das receitas e das despesas o que a DAF apresenta aos associados nas Assembleias Gerais Ordinárias (AGO).

As receitas da Comunhão são obtidas por diversas fontes. O esforço da DAF tem sido de aumentar o percentual oriundo da contribuição dos associados a fim de diminuir a dependência das atividades comerciais. Ano a ano isso vem ocorrendo por meio de campanhas elaboradas para conscientizar e sensibilizar o público que frequenta a Casa.

A Comunhão conta, além da contribuição dos associados, com verbas obtidas das vendas da livraria Mário de Carvalho, do bazar, de locações como antenas de telefonia instaladas no teto, de doações e de receitas eventuais.

Grafico DAF

Grafico DAF

Grafico DAF

 

“É de lastimar, sem dúvida, que tenhamos de entrar em considerações Comunhão conta, além da contribuição dos associados, com verbas obtidas das vendas da livraria Mário de Carvalho, do bazar, de locações como antenas de telefonia instaladas no teto, de doações e de receitas eventuais.

Cumpre, porém, observemos que a espiritualidade mesma da obra se prende à questão da humanidade terrena e do seu bem-estar; que já não se trata somente da emissão de algumas ideias filosóficas, mas de fundar alguma coisa de positivo e de durável.

Imaginar que ainda estamos nos tempos em que alguns apóstolos podiam pôr-se a caminho com um bastão de viagem, sem cogitarem de saber onde pousariam, nem do que comeriam, fora alimentar uma ilusão que bem depressa amarga decepção destruiria.

Para alguém fazer qualquer coisa de sério, tem que se submeter às necessidades impostas pelos costumes da época em que vive e essas necessidades são muito diversas das dos tempos da vida patriarcal.

Ponto essencial, na economia de toda administração previdente, é que sua existência não dependa de produtos eventuais que possam fazer falta, mas de recursos certos, regulares, de maneira que sua marcha, aconteça o que acontecer, não seja embaraçada.

Assentar despesas permanentes e regulares sobre recursos eventuais, implicaria falta de previdência, que mais tarde se haveria de deplorar. A sorte de uma administração não pode ficar subordinada a sorte de um negócio comercial”.

Allan Kardec, em Obras Póstumas